quinta-feira, 16 de junho de 2011

Boobambu Academia da Criança está na final do Prêmio Sebrae Mulher de Negócios

Há cinco anos, a educadora física Sílvia Lobato, 31 anos, decidiu investir no mundo dos negócios. Sem conhecimento em administração, investiu pesado em cursos de capacitação. Adicionou à fórmula muita vontade em inovar. A receita deu certo. A empreendedora representa o Distrito Federal no Prêmio Sebrae Mulher de Negócios 2010. São 17 finalistas de todo Brasil. A cerimônia de premiação será realizada nesta quinta-feira, 16 de junho, na sede do Sebrae Nacional, em Brasília.
Nesta última fase do prêmio, serão conhecidas as melhores histórias em duas categorias: Pequenos Negócios (proprietárias de micro e pequenas empresas) e Negócios Coletivos (mulheres membros de grupos de produção formal, como cooperativas e associações).
Sílvia Lobato, proprietária da Boobambu Academia da Criança, concorre ao troféu Ouro da etapa nacional, na categoria Pequenos Negócios. A história dela foi selecionada entre outros 118 casos de mulheres empreendedoras do DF que se inscreveram no Prêmio. “Eu nunca imaginei que em meio a tantas histórias de sucesso, de mulheres guerreiras, a minha seria escolhida. É uma honra representar o Centro-Oeste. Eu estou vivendo um momento muito especial”, diz a finalista, grávida de seis meses.
As autoras dos melhores casos de sucesso das duas categorias e vencedoras do troféu ouro vão ganhar duas viagens: uma a um evento nacional de capacitação e outra a um centro de empreendedorismo referência internacional. Os destinos serão conhecidos no dia da premiação.  
Expectativa
A academia é inovadora no DF. A empresa une no mesmo espaço atividades físicas e artísticas, valores sócio-educativos e estímulos cognitivos. “As ações são para promover não só a qualidade de vida do aluno, mas de toda família”, explica a finalista. O negócio de Sílvia começou com uma única sala. Hoje, cinco anos depois, já são oito que comportam 150 alunos - crianças de 6 semanas a 10 anos.
Além do apoio técnico, para as ações de gestão e operacional, Sílvia encontrou em casa o incentivo necessário para conquistar o seu sonho. “Minha mãe foi minha maior incentivadora e meu pai, meu grande apoiador. A minha irmã também abraçou a ideia e entrou no negócio comigo”, conta.

Serviço:
Prêmio Sebrae Mulher de Negócios 2010
Quando: 16 de junho às 19h
Onde: Auditório do Sebrae Nacional, 604/605 sul, Bloco A  - Brasília

segunda-feira, 6 de junho de 2011

A importância da autonomia na vida das crianças

Autonomia é a capacidade do indivíduo de se auto-regular moral e intelectualmente.
A criança constrói gradualmente sua autonomia moral em um ambiente democrático que lhe propicie trocas sociais, permita a livre expressão de pensamentos e desejos, a tomada de decisões e a aquisição de pequenas responsabilidades.

Aqui na Boobambu, a autonomia é um aspeto importante a ser trabalhado durante as aulas. Bebês, desde pequenininhos começam a receber algumas instruções e regras de boa convivência. A hora de guardar, as soluções de conflitos, associado ao desenvolvimento da linguagem, é um grande catalizador do desenvolvimento sócio-afetivo dos pequenos.

Na modalidade Psicomotricidade, papais e mamães já não precisam mais entrar e participar das aulas. Dessa forma, sem a intervenção dos pais e babás, as crianças passam a ser donas de suas vontades. Começam a tentar resolver algum conflito, sempre auxiliados pelos professores.

Se papai e mamãe sinalizam que gostam da Boobambu, dos professores e da aula, a criança fica mais segura e tende a se adaptar mais rapidamente a esse novo momento.  Por meio das brincadeiras, diversas situações se apresentam e os professores, totalmente preparados, intervém oferecendo novos recursos para as crianças que com o tempo, passarão a utilizar as dicas com naturalidade.

Observa-se com frequência, as crianças apresentando aqueles mesmos comportamentos de solicitar ajuda, pedir emprestado, guardar o brinquedo ao final da brincadeira em outros ambientes, generalizando assim, aqueles recursos que deram certo!

Nunca é deixado de lado, o fato de serem ainda muito pequenininhos! Afinal, com 1 ano e meio, 2 anos, ainda são bebês! Entretanto, na Boobambu suas capacidades são sempre estimuladas e grandes sucessos são observados, sem perder de vista as necessidades de cuidados específicas de cada faixa etária.

Uma coisa é certa!
Eles adoram!!!!


Stela Lobato, Psicóloga, especialista em Saúde Perinatal, Educação e Desenvolvimento do Bebê. Diretora da Boobambu Academia da Criança.